quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Aprendendo Japonês Corretamente

Aqui, do lado de casa tem uma clínica de ortopedia e, eu saí daqui e atravessei a cidade para me consultar no Hospital Público de Toyohashi, pois lá tem intérprete.
Muitas pessoas solicitaram a ajuda dessa profissional, o que fez com que eu fosse atendida trinta minutos depois do horário da minha consulta, isso porque eu desisti do auxílio dela. A intérprete só veio mesmo na hora do parecer final do médico, pois aí não arrisquei um entendimento " mais ou menos " da coisa!

Não é a primeira vez que passo por isso e acho que, por enquanto, nem vai ser a última!

E você, que mora no Japão, entende japonês corretamente?
Sabe se comunicar sem dificuldades?




Eu sei muitas palavras soltas, alguns Kanjis, leio e escrevo Hiragana e Katakana, só que não consigo formar corretamente as frases e conjugo os verbos muito mal!

Saí do hospital frustrada por não conseguir resolver sozinha um problema simples e fui direto na Associação Internacional de Toyohashi para procurar um curso!
E fiz minha inscrição!
Por isso, convido você a tomar uma atitude também!
O curso é o seguinte:

APRENDA JAPONÊS CORRETAMENTE
Um curso para as pessoas que entendem um pouco de japonês, mas sentem vergonha achando que não estão conversando corretamente. Trabalham durante a semana, podendo estudar somente aos domingos. Querem aperfeiçoar o japonês, mas não sabem de que forma.
O que é o Exame de Proficiência Japonesa? É importante fazer? Será que eu posso tentar? Vamos recapitular e aprender corretamente a FALAR, OUVIR e LER. Esse curso é para quem tem noção básica do japonês, e se identifica em algum dos itens acima. É o japonês básico utilizado no cotidiano, e após o término das 15 aulas, o maior objetivo é passar no Exame de Proficiência Japonesa Nível N5.

Período - 15/Agosto ~ 28/Novembro - Todo domingo das 13:30 ~ 15h
Conteúdo - Converação básica para iniciantes, conseguir conversar no cotidiano de forma natural, saber se expressar corretamente em diversas situações.
Vagas -
30 pessoas [Mínimo de 15 para que o curso aconteça]
Taxa - 5 mil yenes
Inscrição -
Pessoalmente, preencher a ficha de inscrição e pagar a taxa.
Encerramento da inscrição - Dia 10/Agosto
Informações -
ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE TOYOHASHI [Ekimae Oodori 2-33-1 Kaihatsu Biru - Terceiro Andar (conhecido prédio da Meiho) - Telefone: 0532 55 3671 ou pelo mail tiea@tcp-ip.or.jp]


Após fazer a inscrição, a atendente me contou que até dia 14 ela me ligaria para dizer se haveria ou não o curso, pois não estava tendo procura e talvez tivesse de ser cancelado por falta de alunos!
Ou seja, numa cidade com tantos brasileiros, é difícil formar uma classe de 15 alunos!
As pessoas reclamam da dificuldade de viver no Japão, mas nada fazem para mudar isso!

Algumas oportunidades costumam aparecer apenas uma vez...
Então não perca!
Com o certificado do Exame de Proficiência, você tem chances de conseguir bons empregos, inclusive no Brasil!
Várias tardes de domingo serão sacrificadas agora... Por dias melhores que virão para você!
Não vale o esforço?! Pense nisso!
E inscreva-se também!
Espero que sejamos colegas de curso!

"A única maneira de aprender uma língua estrangeira é tendo a real necessidade dela."
[Carlos Ghosn, brasileiro, diretor da Nissan Motors, em um programa infantil da TV japonesa que ensina inglês]

6 comentários:

Juliana Sphynx disse...

Deve ser muito complicado mesmo passar por alguma necessidade sem dominar por completo o idioma local.

Tenha um bom resto de semana!
=D

Lilian disse...

Pri, sabe que infelizmente essa é a realidade.
Eu terminei a uma semana 1 curso de japonês..começamos com uma turma de quase 25 pessoas e no término do curso eramos 5 pessoas.

Muitos se acomodaram com a facilidade de interpretes e nw se preocupam em aprender a linguagem e escrita japonesa.

Mas esta ficando cada vez mais necessario saber, é uma das exigencias na procura de emprego.

Terminei o curso, mas estou cursando o kumon também, e acho que é sempre válido aprender.

Bjs e otimo dia p/ vc!!!!

Flávia Shiroma disse...

Eu também acho um absurdo encontrarem dificuldade para completarem uma turmitcha de 15 alunos, mas esta é a realidade. O maior pretexto é a falta de tempo.

No meu caso, não estudei japonês porque realmente não gosto do idioma, embora reconhecesse a sua importância na minha vida.

O fato de eu ter me casado com o Shiroma que sabe ler, escrever e falar fez com que eu me acomodasse muito.

Mas valeu mesmo assim, logo logo iremos embora.
Muito importante a sua postagem Pri!!!
Bjs

Fabiana disse...

Pri,
Quando fui para o Japão, só sabia falar "arigato", "sayonara" e algumas palavras de Okinawa.
Aprendi na marra!
Em 1991, não tinha globo internacional, então só assistiamos programas japoneses, o que foi ótimo, porque adorava os doramas.
Mas hoje, todo mundo se acomodou....mercado brasileiro, globo internacional, ambiente de trabalho só com brasileiro.....
Mal sabem elas a falta que faz ler, escrever e falar o nihongo.
Eu aprendi o básico, e sei que nessas horas (hospital) dá uma insegurança....

beijos

Pri Kiguti disse...

É meninas!
Só não podemos nos acomodar!
Devemos sempre procurar algo que nos enriqueça!
Vamos à luta, companheiras!
Beijokas!
:)*

guida disse...

Obrigada Pri... aqui a atendente da Associacao Internacional que recebeu a unica inscricao...
Agradeco o seu interesse nas aulas e tambem por nos ajudar a divulgar.
Eu lamento tanto quanto voce, ou ate mais se me permite dizer, pois so esse ano, ja e o terceiro curso que cancelamos por falta de inscricao... fazer o que, essa e a nossa realidade.
Gomen...

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou sugestão! Sua opinião é muito importante para a continuidade do blog!
Obrigada! Beijooooo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...