quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Não se preocupe, eu falo grego!

Bem, eu fico sumida por uns tempos e quando volto é para blá blá blá!
Hoje eu vou contar mais uma história da fábrica, aquele lugar onde eu passo 10 horas do meu precioso dia!

Trabalho com pessoas de várias nacionalidades: japonesas, chinesas, filipinas, romenas, peruanas, brasileiras e até uma russa!
[Adoro isso, aprendemos tanto das diversas culturas!]
É comum vermos os grupinhos conversando, cada qual na sua língua pátria.

Mas do que elas estão falando?

Acho que essa dúvida sempre paira no ar...
Você olha o grupo conversando e fica imaginando sobre o assunto em questão, você não está entendo nada, será que estão falando de ti?!

Sim! Pode ser!
Não digo que nunca falei de outros estrangeiros, assim na "cara dura" sabendo que eles não estavam entendendo mesmo...
Mas é uma prática ridícula e perigosa!

Um dia eu estava na fila para comprar um sanduíche e conversando com uma amiga sobre vários assuntos: cabelo, maquiagem, trabalho, carro, marido, música...
Foi chegando minha vez e olhando os sanduíches na vitrine não encontro o meu preferido, as placas estavam escritas em japonês.
Aí eu digo para a minha amiga:
_ Caramba, não tem o de atum ou eu que não estou achando?
E a pessoa atrás aponta e me diz:
_ Esse é o de atum, viu!
Ah, morri!
Pensando que a senhora era japonesa contamos coisas de nossas vidas que ela não deveria ouvir! Saco!

E isso é muito comum...

Um amigo [carinha de americano] estava no Mc Donalds tentando com muito esforço finalizar seu pedido e queria catchup e mostarda, aí eu chego e termino o pedido para ele, o atendente diz:
_ O suco é com gelo?
Meu amigo até ficou triste!
Depois de tanto esforço saber que estava pagando mico para o atendente.
Mas acho que o atendente também nem imaginava que ele fosse brasileiro, rs...

Já aconteceu com você?

Então, vamos voltar para o lance da fábrica!
História de hoje: A menina que reclamava demais! [EU]

Estava fazendo o meu trabalho, que é prensar uma pequena peça metálica na ponta de um fio. O tamanho desse fio varia muito e a prensa não tem sensor... Ou seja, qualquer descuido da minha parte no manuseio de um dos pequenos fios e bye bye dedinhos lindos!
Eis que surge uma nova colega!
O chefe ensina o trabalho e ela começa a fazer com aquele jeito de quem entendeu tudo!

As pessoas aqui no Japão são muito sabidas! Sabia?!

Primeiro dia e começam os fios curtos... Tudo bem, ela vai aprender...
Segundo dia e mais fios curtos... Calma, no começo eu também fui assim...
Terceiro dia e os fios estão cada vez mais curtos... Vamos arrumar, uma hora ela pega o jeito!
E aí começa a pressão do chefe com a quota de produção...
Sexto dia e eu comunico a chefia que notifica a colega, educadamente e em japonês.
Segunda semana e nada!
Na hora do intervalo vem uma veterana e pergunta para a novata:

_ E aí, como está o serviço?
_ Ah, por mim tudo bem, mas as meninas do fundo reclamam todos os dias!

Pausa para a minha reflexão:
Reclamam? Ah?!
Reclamam não! Avisam que o trabalho não está de acordo...
Ei, você não está aprendendo? Humildade, cadê?!


Passados mais alguns dias e o problema continua...
Só que aí eu quase prendi meu dedo!
Sério! A prensa bateu na minha unha e escorregou, tirei o dedo rapidamente e deu aquele gelinho na barriga...
Chamo a chefe e mostro para ela que imediatamente notifica a colega, educadamente e em japonês.
Ela volta e me diz que avisou a novata, mas não tem certeza se a colega entendeu!

E no intervalo, eu sentada na frente delas [novata e veterana], começa a conversa:

_ Parece que você está aborrecida...
_ Ah, tem umas meninas que são legais para o trabalho, mas tem umas que são bem chatas!
_ Ah, isso tem mesmo...
_ Todo dia essas chinesas [?] reclamam do fio curto!
_ Ah, não liga não... Elas vão embora em abril!
_ Que bom, porque estou fazendo direito sim, se o fio sai do lugar depois que eu coloco na caixa eu não posso fazer nada!
_ Elas arrumam lá no fundo, não se preocupa!
_ A chefe disse que ela não pode ficar arrumando porque dói o dedo dela. O dela não pode doer mas o meu pode né?!
_ Ai, cada coisa, né menina!
_ É!

Pausa para a minha revolta:
Alô... Eu falo sua língua, viu! Eu não sou chinesa... Eu não vou embora em Abril! E o meu dedo não dói por arrumar a peça, ele simplesmente será esmagado pela prensa! Bóra combinar uma coisa... Se eu perder meu dedo na prensa, eu posso prensar sua língua!?

Mas falta muita humildade nessa gente, viu!
E um pouco de bom senso na hora de fazer comentários achando que ninguém está entendendo!
E, espera aí? Eu pareço uma chinesa?
Ah, eu mereço!

Já pensei em mudar de fábrica, recebi uma proposta para trabalhar em Shiga!
Seria perfeito para mim!
Só não fui porque não tem cabimento eu sair da minha casa, largar o meu marido aqui e ir morar sozinha num lugar distante e mais frio!
E vejo que não adianta mudar de fábrica, esse é meu karma ou é assim em todo lugar!
E sai uma e entra outra, você nunca estará em paz!
Histórias de fábrica todo mundo tem e é o que mais tem.
Não sei quando vou me acostumar! [Nunca!]

" Se correr o bicho pega Stephen, se ficar Stephen, o bicho come! "
[Zeca Baleiro]

Eu não reclamei do trabalho da colega, eu notifiquei o defeito da peça e pedi que ela fizesse com mais folga para que eu realizasse o meu trabalho também, sem risco algum de me machucar...
Só isso!
Uma coisa ruim que fica agora, fruto de um mal entendido!
Mas eu me pergunto, e se ela soubesse que eu era brasileira, ela falaria para a outra colega tudo isso na minha frente? Será?

Chamei o chefe e mostrei novamente o defeito!
Não melhorou muito, mas o que há de se fazer, como ela mesmo disse:
" Tem umas meninas que são legais para o trabalho, mas tem umas que são tão chatas! "
É a vida!

Agora ela já sabe que eu falo a língua dela!
Ou melhor, falava!

AGORA EU FALO GREGO!

Quanto mais tempo eu passo lá, mais eu me fecho!
Percebo que não tem como me comportar de maneira que ninguém se sinta incomodado!

Se você mostra o defeito pro chefe você é vacilona!
Se você fala direto com a pessoa você é mandona!
Se você fala sozinha você é louca!
Se você não fala você é esquisita!
Se você discute você é encrenqueira!
Se você fala um palavrão você é grossa!
Se você faz conforme as regras você é puxa-saco!
Se você não faz conforme as regras você é folgada!
Se você só faz, não faz mais que sua obrigação!
Se você não faz, você será demitida!

Então a dica é:

Não Ouça * Não Veja * Não Fale


Satisfaça as pessoas ao seu redor por 10 horas seguidas...
Se anule durante todo esse tempo e seja feliz após as 19:15!
#prontofalei #ficadica

Ps.: O salário é suficiente e algumas pessoas me respeitam do jeito que sou e merecem minha consideração e respeito também! E são elas que salvam o dia sempre, seja com um sorriso, um gesto, uma palavra...
Elas são minoria, mas valem a pena!
Por esses motivos é que a gente nunca chuta o balde, entende!
Mas, sempre me pergunto: Até quando?!
o.O


Imagens:
Baixaki.com.br e Conselhonet.com.br

19 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

quer uma dica boa, Pri...
(pq eu entendi tudo o que vc contou, já passei mto por isso, gente q só pensa no umbigo)
tenta estudar japonês...vc consegue um emprego onde qse não tem bras. é muito melhor. dependendo vc pode trabalhar até em escritorio ou serviço público, já que em Toyohashi tem muito bras e eles precisam desse tipo de mão de obra. vc é inteligente, é "diferente", na fábrica infelizmente a chande de lidar com pessoal ignorante é grande, pq tem cada um q vou te falar.
boa sorte, é o que te desejo. e qualquer coisa dá um pega nessa chata ai, fala pra ela bem claro o que pode te acontecer graças ao erro dela.

Renata Soares disse...

concordo com o Alê..você vai conseguir algo melhor e que não de deixe com friozinho na barriga cada vez que vai realizar seu serviço direito. E me conta, qual foi a reação da garota quando viu que você falava a mesma lingua que ela?

bjass, e ainda assim me diverti muito lendo o começo, depois fui vivenciando a cada linha o restante..

Vanessa disse...

Pri,

Faco das palavras do Ale as minhas em genero, numero e grau!
Vc conta em uma mao as pessoas legais com quem convive diariamente dentro de uma fabrica. O povo e mto ignorante, sem cultura. Se enaltece tanto, fala que era tal coisa no Brasil e nao se toca que esta aqui e como peao e pouco importa quem vc foi la no Brasil. O importante e seu carater e como lida com as pessoas.

Trabalhar no meio de mta mulher, no meio de mto brasileiro so da dor de cabeca! Se vc pensa em ficar mais tempo aqui, procure algo na sua regiao e se qualifique. Nao digo que trabalhar so com japoneses e a maravilha pq mtos deles sao sistematicos, autoritarios, meticulosos e mtos com visao limitada mas pelo menos alguns tipos de picuinhas vc nao tera.

E obrigada Pri pela visita e comentarios la no Lov! A gente ajuda e faz o que pode! rs Essa troca de infos entre nós é muito importante e já aproveitei muitas dicas que recebi das leitoras e amigas!
Qual base da Revlon você comprou? Depois me conte mais! Obrigada por td! Bjs

elaine disse...

Oi Pri saudades do seu blog. Te entendo 100% trabalhamos juntas por um ano.
Na mesma fabrica no mesmo lugar , rs . Te falei uma vez e vou repetir vc e muito inteligente, simpática, alto astral, sensível e esforçada
. Vc Nw merece ficar trancada nessa fabrica nesse Japao. Suas qualidades Sao muitas, Japao e pequeno p vc menina. Instala o viber para colocarmos o papo em dia. E cuida Hein, se ficarem te enchendo o saco da uma remada na orelha dessas sem noção.

Viés Feminino disse...

Gostei, me identifiquei em vários pontos!! Sou a Marcela do Viés Feminino, e convido você a seguir este blog que está "nascendo"... espero que goste.
Parabéns pelo Blog, óteeeeemo!

Gesiane disse...

Ah Pri complicado... Mas eu sou no time do Alê, faça japonês (eu nem sei qual o seu nível de nihongo)... eu sei que meu caso é totalmente diferente, quando vou pro Japão fico só rodiada de japoneses na faculdade mas vejo como eles me tratam MUITO melhor que os outros estrangeiros que não estão nem aí para nihongo ou Japão e só querem saber de pesquisa... ele tem muito mais paciência comigo pq veem que eu me esforço para falar a lingua deles, tudo errado mas falo!

Ganbatte ne!!!

Michelle Nazar disse...

Pri, eu entendo cada palavra e sentimento seus! Uau..quantas não foram as vezes que, mesmo em meio a pessoas com o mesmo idioma, acabei ouvindo coisas, sobre mim ou não,que me espantaram! E como me senti sem saber como agir com certas pessoas..sobretudo no meu último trabalho miga! É exatamente isso..tem uma hora que vc não sabe mais o que falar ou não..e se fica calada vira a chata de plantão! puxa! E o até quando é que me perturbava miga..mas tudo bem! Amei o diário hj minha amiga Amelie..ah..e outra..te espero mesmo por aqui e não só para tomar um café menina..srsrs! Vc é uma grande amiga que cada dia encontro mais pontos em comum, sabia?! Nenhuma distância é tão imensa que não possa ser derrubada..Beijinhos e fique bem, sempre, em qualquer lugar! ;-)

Lidia disse...

Oi Pri!
Não tem jeito né, todo mundo que trabalha em fábrica a maioria passa por isso e comigo não foi diferente. Trabalhar no meio de muitos brasileiros e mulheres é só dor de cabeça, até estava falando com o Jaime sobre isso uns dias atrás.Mas ainda bem que tem aquelas pessoas com quem a gnt ainda se diverte e que ajudam a melhorar nosso o dia.

E vamos marcar um dia de comprinhas ou um cafezinho sim, Pri! Vou pegar seu número com o Jaime!;)

Nossa que legal que vc esta vendendo NYX!!Adoooro essa marquinha! Tem uma coisinha que ando procurando mas acho que não tem nas lojas é um pó bronzer com estampa de oncinha vc vende?? Se tiver me passa o valor onegai, Pri!

E se cuida, menina!!No final tudo dá certo!

Beijão

Marcelalalala disse...

Oi Pri, obrigada mais uma vez! Respondi sua pergunta lá no Viés (que cabeçuda eu né, mas logo logo farei um post sobre iluminador). Beijo.

mag disse...

Ai... O trabalho é um roubo a vida, principalmente se é em fábrica. E isso da insatisfação com o empregado é verdade. (quase) Patrão nenhum dá valor e reconhece o trabalho bem feito do funcionário, mas se ele errar uma vez...já sabe: incompetente.
Há ocasiões em que o melhor é mesmo ser cego, surdo e mudo.
Mas que bom que ao menos você está satisfeita com o que te pagam e há algumas pessoas que salvam seu dia.

O encontrinho foi mesmo muito bom. Aqui está mesmo quente, até me irrito com tanto calor. Mas antes o calor que o frio. rs

um abraço caloroso do brasil pra vc!

andreia inoue disse...

ola pri!!!
primeiro quero agradecer a visita.
:D
e agora vamos ao que interessa,hahah...eu assim como vc e todo o pessoal que comentou acima, ja passei por muita coisa ruim trabalhando nas fabricas.
Nao era pelo servico, que depois que a gente aprende,tira de letra ne?
o problema era por causa desse tipo de pessoa que nos estressa tanto por tao pouco.
Mais uma coisa te digo, nao saia dai por causa dela ou seja la de quem for,afinal em todo lugar que vc for trabalhar vai ter uma ou outra criatura desse "naipe".
O melhor eh ignorar e tentar seguir em frente,afinal nao sera para sempre ne?
beijaoo.

Riff disse...

Oieeeee Pri, feliz pela sua vista.

Olha morri de ri com o texto e as histórias e o q. eu posso te contar é q. eu sou a RAINHA DO OUVIDO LIGADO e mais ainda da LINGUA SOLTA.... Sabe pq., porque só conseguimos resolver os problemas da nossa vida, conversando e trocando experiência com outras pessoas e na maioria das vezes, elas estão ao nosso lado... Pode até ser em outra língua ou não.

É verdade, é conversando e ouvindo as histórias alheias q. vamos colhendo informações e muitas das vezes agente acaba enxergando que os problemas não eram tão difícieis assim...

Meus laboratórios eu faço conversando e fuxicando as experiências das pessoas, na fila do supermercado, banco, restaurantes, na rua, botequim, trabalho e blá e blá...Não consigo ficar quieta e sou feliz assim...Ficando mudinha eu me mataria...

Bjitos queridona, adoreiiiiiiii estar aqui, volte sempre.

Paulo disse...

Olha eu chegando super atrasado!
Sabe que eu já tentei de tudo? Tu-do.
E por mais que possa parecer negativo o que eu vou dizer, aprendi que simplesmente não tem como evitar certas pessoas. Não importa o ambiente de trabalho, sempre vai ter alguém com a missão de tirar a gente do sério. Hoje eu faço assim, me esforço ao máximo pra fazer bem a minha parte. E de resto, é o foda-se ligado constantemente. =)

Beijão, Pri! E força aí!

Quiane disse...

flor! desculpa a ausencia aqui!! estou acordando super cedo pra levar filho na escola e quando chego em casa já é hora de sair de novo....kkkk
sobre seu post eu te digo que essas coisas sempre vao acontecer em qualquer trabalho,infelizmente.
faça a sua parte e não espere o mesmo das outras pessoas. essa é a minha fórmula pra tentar não me estressar tanto.
quem realmente importa pra vc estará sempre te esperando em casa (seu maridinho)


adorei seu post da melissa!!! posso usar uma foto sua no meu blog?? colocarei seu link para as pessoas verem seu post!
Um beijo
Quiane

Viví disse...

oie, Se você gosta de uma moda fofa, estampada e cheia de fofurices venha nos conhecer! temos vestidinhos e umas sapatilhas lindas!

http://vivimodaexclusiva.blogspot.com/

Equipe Viví

Clube da Nécessaire disse...

Oi Pri,

Faz tempo que estou para te escrever! Eu vi este post na semana passada e fiquei todo dia pensando "amanhã eu passo lá" e acabei deixando para uma hora que tivesse mais tempo pois gosto de escrever!
Pri, aqui no Japão nos deparamos com diversas culturas e costumes diferentes dos nossos. Infelizmente, vivemos uma inversão de valores atualmente. E creio que muito se deve à criação, ao berço mesmo.
Já trabalhei com todo o tipo de gente, aqui nós nos deparamos com uma caixinha de surpresas sempre que encontramos com alguém diferente! Vc não sabe da onde a pessoa veio, quais são os valores dela, no que ela acredita como bom senso e educação.
Quando trabalhava em escritório era bem mais sossegado Pri, hj por exemplo os assuntos que ouço em linha são sobre o BBB, novelas, receita de bolo de fubá e sexo. Só! É limitador e chega a ser até destrutivo para a alma quando "consumido" durante 14 horas por dia, 6 dias por semana.
Hj quero voltar à trampar em escritório, mas tá difícil arrumar um bom lugar que tenha um salário digno, por enquanto é ir levando mesmo.

Força menina, que gente sem noção existe em qualquer lugar!

Um beijão

Amanda

Lilian Britto disse...

Seu post me lembra de uma outra coisa: qdo falam da gente pra gente >.< Explico: já aconteceu de uma menina vir falar mal de mim, sem saber q era eu a pessoa a quem ela se referia... Eu fiquei de cara e não tive coragem de falar pra ela q era de mim q ela estava falando... rs
Acontece né =)
Beijos Pri, tenha um lindo final de semana =*

Meu blog: http://doceinsensatez.com/blog

Criszinha disse...

Nossa, eu sei bem como é isso, já passei por cada uma aqui no Japão de dar muita raiva, já larguei trabalho uma vez por conta disso, mas hoje vejo de outro modo, e não largaria meu trabalho pelos os outros, e você faz bem em ser assim, tenha força e segue enfrente, as pessoas precisa aprender a respeitar mais o próximo, e o meu problema foi com brasileira, com as outras pesssoas das outras nacionalidades sempre tiveram muita paciência comigo, e me ajudava em praticamente tudo, adorei seu blog, beijinhos.

Ps: Quero te convidar para o 1º sorteio em parceria com a loja Makeup Town! http://t.co/yS0Kz3r

Pri Kiguti disse...

Obrigada pelos comentários!

Nossa, dias depois eu lendo isso aqui, nem acredito que passou... Foi um sentimento ruim, uma coisa pesada que estava carregando e precisei MESMO do desabafo!
Agradeço a compreensão de todos e as dicas maravilhosas, lendo os comentários eu reavivo meu ânimo e a minha fé em dias melhores!

Respondi a cada um no seu próprio blog, exceto a Elaine, a Riff e a Criszinha. Então lá vai!

Elaine, sinto muito a falta de pessoas como vc por lá, vc era um exemplo de força e determinação para mim! Corajosa ao extremo nas suas escolhas, uma super mãe e muito guerreira na hora de enfrentar os problemas!
Fora o bom humor e a atenção que poucos tem de ouvir quando a gente quer e precisa falar!
Vc faz falta, mas eu fico feliz por vc estar trabalhando num lugar melhor e vivendo sua vida com muito entusiasmo!

Riff, não sei como, mas seu blog sumiu aqui! Aconteceu alguma coisa?
Bem, eu sou fã das suas postagens mesmo, sempre tão cheias de sentimento e verdade!
Continue sempre a Riff durona e doce que a gente vem conhecendo...

Criszinha!
Obrigada por visitar o blog e comentar...
É, depois de 6 anos aqui e ainda não me acostumei com os aborrecimentos da fábrica, hahaha! Mas já passou e, sem dúvida, ouvir a opinião de vocês me fez sentir menos sozinha nesse mundo véio sem porteira! Rs...
Já estou te seguindo e tb no Insane Moments!

Beijos para todos vocês!
Felicidade e Sucesso Sempre!
Beijokas!
^^

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou sugestão! Sua opinião é muito importante para a continuidade do blog!
Obrigada! Beijooooo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...